Parentes queridos parentes

O que são parentes? Como surgem? São importantes? O que nos acrescentam? É sobre essas questões que me proponho a pensar e falar mais do que qualquer coisa. Não que outras coisas não sejam importantes.

16 de out de 2014

Passando roupa

Estava passando roupa e conversando com minha mãe. Algumas coisas me vieram a cabeça e comecei a chuva de questão: Mãe, vocês passavam roupas engomadas para dormir? Isto é, as roupas de cama? Quem passava a roupa quando a senhora era pequena? Penso que deve ser muito legal passar lençóis engomados, né?

Aí ela me contou que quando era pequena ia na Pedra Branca, na fazenda da vovó (dela) e adorava ver as negas passando roupas. (nega não tinha nenhum cunho escravagista, maledicente, etc e tal, viu o povo chato).

Adorava sentar perto delas pois normalmente eram 2 ou 3 a passar roupa numa mesa grande. Tinham vários ferros, todos esquentando na boca do fogão, cheios de brasa aguardando sua vez. Ela adorava vê-las passando pois parecia tão fácil... Uma vez ou outra aparecia uma adulta qualquer mandando ela não atrapalhar o serviço das passadeiras, porem mamãe enrolava e ficava por ali.

Estou contando isso por que pedi a ela varias dicas de como deixar os lençóis tinindo e ela ia contando e eu perguntando: Pq esta bosta não fica reta? É porque costuraram torto. Porque fica quebradinho o tecido? Por que o ferro não esquenta muito.

Vejam vcs um ferro que canta, dança, assobia, faz tradução mas é levinho e friozinho. Sai e comprei o mais barato no Makro que estava escrito: Ferro mais quente do mercado. Dois anos de garantia. É esse! Mas para ficar igual aos que as passadeiras usavam  é preciso peso do ferro, sabia?

Estou meio desenxabida com a politica e sem pique para escrever mas devo registrar que no meio de nossa prosa ela contou-me: " Quando a mamae (vó Hilda) estava grávida de mim  a sogra dela não sabia que estava grávida também por isso houve uma diferença entre a Lurdes e eu de 8 meses mais ou menos. Um dia a mamãe (vó Hilda) estava na janela esperando a tia Laura chegar de charrete para vir buscá-la para voltar para a fazenda, quando a tia Lourdes disse: Lala, lala!!!!! e a vo Hilda achou o máximo e começou a rir. Pois levou um dura de não sei quem. Não ria, Hilda, se não ela não falará mais....

No minimo intrigante esse comentário.

Vou deitar to desgastada.
Parentes queridos parentes fogão atualíssimo

Parentes queridos parentes. Fogão atualíssimo

Parentes queridos parentes Olhando pela janela da cozinha

Nenhum comentário:

Postar um comentário