Parentes queridos parentes

O que são parentes? Como surgem? São importantes? O que nos acrescentam? É sobre essas questões que me proponho a pensar e falar mais do que qualquer coisa. Não que outras coisas não sejam importantes.

14 de jan de 2010

2010 chegou ou acabou uma década? A enquete.

Historicamente falando a década não acabou, mas acabará no dia 31 DE DEZEMBRO DE 2010, portanto 2010 chegou. E chegou com força total.

Nessa enquete, o que mais me chamou a atenção é que mesmo sem dinheiro a maioria de nós vive muito bem. Pareceu-me que as pessoas estão mais conscientes da importância da saúde, da consciencia de sí  e sendo mais feliz. Lembrei-me da fase da dureza total quando irresponsavelmente arrecadavamos um real de cada um e iamos para Paraiso para cantar sentados na praça e ainda sobrava dinheiro para comprarmos um garrafão do pior vinho, da pior vinicula, da pior safra e bebíamos como se fosse o melhor vinho , da melhor safra e da vinicula do século. Pra falar a verdade eu fingia que bebia pois tinha medo de morrer no auge da felicidade.

Nenhum de nós tinha o carro do ano (não me lembro), estavam sempre quebrando e necessitando de empurrão. Ar condicionado? O que é isso? Barulho no escapamento? Ótimo, assim o carro fica com um som marcante... Tirávamos proveito das coisas ruins e acabávamos acreditando, piamente, que aquela havia sido a melhor férias de todos os tempos.

Hoje, vejo que as coisas continuam mais ou menos parecidas visto que, apesar de ninguem ganhar um dinheirinho extra, ou seja, 0% , as viagens rolam soltas. Que legal!

Gostaria de falar mais sobre o que vejo em nossa enquete familiar (fiquei intrigadíssima com o item OUTROS, cheguei a pensar: Hãhã! O que será que temos aqui que não está ali?) Mas querem saber? Para quê, se quem lê e participa já sabe e quem não participa é por que não está nem aí... Certo!

Ops! Vontade de falar um palavrão...

Mas mando beijins messsss!


Voltei para esse post para lembrar que o bloguinho está comemorando um ano nessa semana!
É só!

8 comentários:

  1. Irmã: me lembro também que fazíamos uma "vaquinha" para comprar, pela fresta da janela da padaria , às 5h da manhã, pão quente e um pote de margarina deliciosa! O padeiro, com dó , nos dava uma pazinha de sorvete para nos virarmos com o nosso café da manhã. Hoje, pernóstica que só eu, só como pão com manteiga sem sal. Margarina só em legumes refogados!! Melhoramos muito mesmo, mas a saudade daqueles tempos, cujo compromisso era com a diversão e com a falta de compromisso, aperta a alma! bjs

    ResponderExcluir
  2. O dinheiro complementa! Faz-nos sentir que estamos vivendo com dignidade. Quando jovens, juntar os trocados de cada um e repartir um momento nos fazia mais próximos e realizados. Hoje, os compromissos financeiros que assumimos nos tornam seres capazes e, quando a coisa aperta, recorremos à esperança de melhores dias e ao entendimento de que a felicidade está dentro de cada um de nós. Já não dá mais para juntar os trocados, nem mesmo juntar todos os primos num só momento, mas dá ainda para sentirmos que somos próximos, que torçemos pelo sucesso de cada um de nós. E é esse sentimento que faz a felicidade permanecer.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Wanilda e Laura,
    Vcs são formidáveis!
    beijos especiais.

    ResponderExcluir
  4. Laura e eu sabemos disso, afinal, nessa família, só tem gente formidável rs! Parabéns bloguinho pelo primeiro aninho!!!

    ResponderExcluir
  5. Concordo com a Wanilda...somos realmente formidáveis...apesar de voce não me incluir na lista acima rs.
    Parabéns pelo aniversário do blog e por podermos nos comunicar e lembrar de boas histórias da nossa familia.
    Beijos em todos

    ResponderExcluir
  6. Parabéns!!! Parabéns!!!!
    Um ano de conversa agradável é muito difícil!
    Somos todos formidáveis, não é?!Conseguimos tamanha façanha por haver excelentes mediadoras (Wania e Katya).
    beijos

    ResponderExcluir
  7. Parabéns, Queridas Waninha e Katya!
    Este blog é DEZ!
    Beijão procês, e obrigada por leitura interessante, elucidatória, divertida, esclarecedora, histórica, evocatória, com participações insuperáveis de gente brilhante como Laura, Wander, Wanilda, e alguns outros mais que são, igualmente, tudo de bom!

    ResponderExcluir
  8. Ai, que legal!
    Como é bom ler palavras tão estimulantes. Estou muito feliz pois o blog foi a coisa nova que comecei e estou indo, sem desanimar. As vezes não tenho tempo de escrever tudo que gostaria, mas meu "croqui" aqui está com setas se interligando para lá e para cá, como aconteceu com o episódio do tango de tia Waldyra.
    Não dava para deixar passar, não é?
    Ao mesmo tempo revivo muita coisa ao escrever o que implica num certo desgaste emocional que acaba trazendo outras lembranças...parece a frase que eu ouvia quando tentavam me ensinar trico:(como é mesmo?) ponto,laçada

    ResponderExcluir