Parentes queridos parentes

O que são parentes? Como surgem? São importantes? O que nos acrescentam? É sobre essas questões que me proponho a pensar e falar mais do que qualquer coisa. Não que outras coisas não sejam importantes.

28 de out de 2010

Hoje é dia do aniversário de minha mãe.

Essa é minha mãe. Bela mesmo depois de um tombo no ultimo dia 10/10/10
Sim. Hoje ela esta fazendo 85 anos. Segundo consta e eu confirmo tenho uma das mães mais bonitas do mundo. Desde a hora que nasceu até a velhice, hoje e, além disso, é lúcida e inteligente.
Minha mãe sempre foi bonita, elegante, educada, finíssima, discreta e presente. É incapaz de fazer mal a quem quer que seja. Se o fez algum dia foi à revelia. Sua vida até hoje daria, efetivamente, um livro e tanto. Sua biografia é exemplar e, curiosamente, daria um bom livro de autoajuda pois é factível.
Factível. Foi assim até hoje.
Não gosta de falar dela própria para ninguém e muito raramente a vemos reclamar ou pedir qualquer coisa. tem um controle sobre si mesma invejável. As vezes me pergunto se isso não é inumano e me respondo prontamente que não. Moro com ela e vivo diariamente sua humanidade. Vejo como se preocupa com todos que bem ou mal façam parte de sua história de vida (estejam próximos ou não). Procura fazer tudo que pode para nos agradar. É a única pessoa que conheço que cumprimenta todas as pessoas pelo seu aniversário. Não me refiro aos irmãos, cunhados etc e tal, não. refiro-me ao bananeiro, sapateiro, empregados, vizinhos, pedreiros, filhos do jardineiro e por aí vai. Quando não consegue falar com alguém em seu aniversário fica indócil e fala o tempo todo "não consegui cumprimentar fulano"... É incapaz de dizer não, seja para fazer uma barra de calça ou um prato que apreciamos, mesmo estando um pouco esquecida após 3 derrames.
Assim como suas irmãs e irmãos sempre foi independente e autonoma e só em caso de doença e acamada é que se nega a fazer alguma coisa, mesmo assim, em todos os momentos, agracia as pessoas com suas rezas.
Minha mãe é católica na verdadeira acepção da palavra e reza pelas pessoas com firmeza todos os dias. E o curioso é que chega a rezar por inimigos e até por uma "moça de vida alegre" como dizia meu pai que acabou com um casamento de 5 meses. Meu irmão diz que é muito comum esse tipo de moça em congressos e afins caçando uma boa presa. As vezes fico indignada com essa oração feita por ela mas sempre me diz: Minha filha, rezo para que ela seja feliz pois assim sendo deixará ele em paz! pode? Essa é minha mãe.
Para nós, filhos, talvez seja com muito esforço que lembremos de suas broncas e de correções em relação as nossas travessuras e falta de educação pois não deixaram marcas, traumas, etc, mas sem dúvida lembramos de sua coerencia, sua firmeza em nos educar, sua preocupação em nos tornar melhores; seu otimismo, seus exemplos de vida em situações dificicííílimas (como vi e ouvi a Magali de Maurício de Souza dizer num desenho). Se não vejamos:
Casou-se aos 18 e poucos anos. Ficou viúva após 6 meses de casada e gravida de 1 mes e pouco. O filho nasceu com microcefalia numa época em que o delicado era dizer "seu filho é débil mental" e a senhora terá de ter muita paciencia. Fico imaginando se esse ser humano que disse isso para ela ainda esta viva e se teve a metade da paciencia que orientou minha mãe para ter (que ela tem até hoje). Ouviu isso na Pestalozzi que a época estava sendo implantada no Rio de Janeiro a mais de 60 anos atrás. Casou-se com meu pai que antes de ser meu pai foi cunhado dela durante 8 anos. Era o irmão caçula de seu primeiro marido. Enfrentou a rejeição de minha avó paterna que se sentia ofendida com o casamento deles pois era uma ofensa a memória do falecido. Viveu mais de 50 anos de casada com meu pai e sempre esteve ao seu lado fosse no período de enriquecimento como no posterior empobrecimento, quando faliu. Sem entrar em mais detalhes enfrentou a doença de meu pai que foi operado 14 vezes e internado 17 até viver a dor mais pungente que um ser humano pode viver que que é a perda de um filho, a morte de um dos meus irmãos, o Waltinho. Foi e é difícil. Para completar, um ano depois, meu pai morreu.
Há muitos detalhes vividos por nossa mãe que prefiro manter entre nós filhos pois são tesouros incalculáveis que iremos transmitir para nossas crianças, egoísticamente.
Tenho um orgulho e uma amor incomensuráveis pela minha mãe e acredito que meus irmãos, seus netos, assim como seus afilhados e sobrinhos tenham.
Sabem de uma coisa? É muito bom ter uma mãe assim.

7 comentários:

  1. Sua benção, minha madrinha!
    Que Deus lhe dê muitos anos para que possamos usufruir de sua presença e sabedoria.
    Para que eu possa atender ao telefone e ouvir...."Como vai minha filha?"...Como estão todos?" e dai em diante bater um longo e gostoso papo.
    Que Deus lhe dê saude e paz!
    Amor?.....amor todos nós podemos lhe dar.
    beijos

    ResponderExcluir
  2. Eu tenho o maior orgulho de ser sua afilhada e sempre disse com todas as letras que ela é a mulher mais querida e amada por mim.
    Sempre admirei sua elegância no vestir e muito mais na elegância no SER. Nunca conheci mulher mais elegante do que essa... Seu sorriso é polido, sua risada é contagiante!
    Seu olhar é terno...
    Um dos poucos seres humanos que conheço, o qual nunca ví malatratar alguém, nem nunca ouvi falar um palavrão e muito menos maldizer de o que quer que seja nesta vida!
    A minha maior tristeza é a de não poder viver mais perto e assim usufruir dessa presença iluminada em minha vida.
    Tudo na vida tem um porque e acredito que a separação desta criatura na distancia, pois em sentimentos ela está dentro de mim, seja devido aos desígnios Dele para mim.
    Algum proposito Ele guarda para mim!
    Quem me conhece sabe do que falo, não Wania Maria???
    Será sempre abeçoada por Ele e amada por mim!
    Parabéns minha madrinha amada.

    ResponderExcluir
  3. Três verbos existem que, bem conjugados, serão lãmpadas luminosas em nosso caminho: Aprender, Servir e Cooperar.
    Três atitudes exigem muita atenção: Analisar, Reprovar e Reclamar.
    Dê três normas de condutas jamais nos arrependemos: Auxiliar com a intenção do bem, Silenciar e pronunciar frases de bondade e estímulo.
    Três diretrizes manter-nos-ão , invariavelmente, em rumo certo: Ajudar sem distinção, Esquecer todo o mal e Trabalhar sempre.
    Três posições devemos evitar em todas as circunstãncia: Maldizer, Condenar e Destruir.
    Possuímos três valores que, depois de perdidos , jamais serão recuperados: A hora que passa, a oportunidade e a palavra falada.
    Três programas sublimes se desdobram à nossa frente , revelemdo-nos a glória da Vida Superior: Amor , Humildade e Bom ânimo.
    Que o Senhor nos ajude , pois, em nossas necessidades, a seguir sempre três abençoadas regras de salvação: Corrigir em nós o que nos desagrada em outras pessoas. Amparar-nos multuamente. Amar-nos uns aos outros.
    CHICO XAVIER

    Queridos.
    Este ser humano de qualidade inquestionável , naturalmente, escreveu este texto inspirado na minha mãe.

    ResponderExcluir
  4. waninha e wanilda
    Vocês tem realmente um tesouro em casa!!! Amo sua mãe como se fosse a minha. Ela é meu exemplo de vida...qdo crescer continuo querendo ser como ela, tanto na sabedoria quanto na beleza...
    De a ela um grande beijo nela por mim e pela minha mãe...ontem ela não ligou pra ela pois estava super resfriada e mais surda do que nunca.
    bjs

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Minha vó é única e sensacional!!!! Espero ser 1/3 do que ela é...

    ResponderExcluir
  7. Ela é realmente maravilhosa! Sempre teve nossa admiração e nosso amor. Parabéns a vocês pela mãe maravilhosa. Parabéns, tia Waldete!

    ResponderExcluir