Parentes queridos parentes

O que são parentes? Como surgem? São importantes? O que nos acrescentam? É sobre essas questões que me proponho a pensar e falar mais do que qualquer coisa. Não que outras coisas não sejam importantes.

15 de ago de 2009

Ausência

O blog está um pouco abandonado. Não aparece ninguém para tirar a poeira e ela se amontoou pelos cantos e vãos. Estou chegando para dar uma espanada para deixar a casa um pouquinho mais habitada. Sinto falta de andar por aqui, mas algumas interferências cotidianas me faz ficar ausente. Até a leitura ficou devagar, um livro ótimo que deveria ter sido devorado, foi sutilmente degustado, algumas vezes teve as páginas relidas tamanha falta de atenção aos fatos descritos. Uma exaustão psicológica que fazem as boas idéias sumirem por um tempo. Por sua vez, a dona da casa, anda fazendo cursos que estão tomando seu tempo todo. E como isto não fosse suficiente, ela achou de fazer uma limpeza em seu laptop e sem perceber formatou seu HD. Acabou que está recompondo todo seu “arsenal bélico” para voltar a tomar posse da casa. Usando palavras famosas, aí então vai um recadinho para a dona do blog : " Não faz diferença se você vem amanhã ou não vem desisti de esperar por alguém cuja ausência me faz companhia" Martha Medeiros

3 comentários:

  1. Tenho momentos em minha vida em que preciso ausentar-me dos arredores. Faço uma viagem para dentro de mim mesma e busco razões, afago antigas emoções e vou arranjando espaço para novas.
    Este blog tem possibilitado algumas incursões em minha alma e permitido preencher os espaços que deixei vazios na faxina anterior.
    beijos

    ResponderExcluir
  2. Realmente a gente se pega em muitas coisas e afazeres e quando percebe algumas outras coisas boas acabam ficando um pouco esquecida...
    Vamos lá minha gente, vamos colocar as noticias pra rolar, o 6º encontro vem aí, tem muita fofoca para colocarmos em dia.

    Beijo a todos.

    ResponderExcluir
  3. Laura e André,
    Obrigada por se fazerem presentes nestes comentários que, de uma forma carinhosa, mostra que nosso empenho em manter viva a memória familiar, não está sendo em vão.
    Laura, gostaria muito de ter tido a oportunidade de solver sua sabedoria mais de perto. Aqui, neste lugar estou podendo fazer isto. Obrigada por se fazer presente com comentários sempre pertinentes, que só fazem me acrescentar coisas boas.
    André, sua ausência é sentinda, e muita, mas posso afirmar com propriedade que é por motivos maior. Entendo perfeitamente.

    O Wander, aquele DEC, também está desculpado pela ausência sempre tão alegre e gostosa.
    Logo teremos essa adorável companhia de volta.

    Os demais, entendemos também que, as atribulações desta vida corrida, faz com que fiquem à parte... mas sabemos que em pensamento estão sempre presentes.

    Enfim : Saudades de todos!

    ResponderExcluir