Parentes queridos parentes

O que são parentes? Como surgem? São importantes? O que nos acrescentam? É sobre essas questões que me proponho a pensar e falar mais do que qualquer coisa. Não que outras coisas não sejam importantes.

31 de jul de 2009

Julho está terminando...

Julho sempre foi um mês fantástico para mim. Viajei muito, aproveitei muito e ri muito. Se chorei foi pouco Gosto desse mês tão necessário que me permitiu afastar-me de escolas como aluna e como professora. Talvez essa seja a semelhança marcante entre um fase e outra de minha vida de estudante e de profissional: Amar o mês de Julho.

Se chovia, não era coisa do outro mundo; ir para fazenda significava subir direto sem preocupações com lamas entre outras coisas. Que O fogão de lenha estaria aceso, o café com leite e a famosa farinha da Rosa estariam lá. Sabíamos disso. Se tinha baile, ótimo: dançávamos sem nos preocupar tanto com suores e retoques em maquiagens. Nos sentíamos bem com nossas malhas, casacos e cachecóis.

Havia muita neblina, isso me lembro bem. E, se por acaso ela estava lá quando acordávamos corríamos para perguntar ao nosso climatempo-vovô como iria ser o dia e curiosamente nunca errava ao dizer, invariavelmente: " Neblina baixa é sol que racha, neblina na serra é chuva que berra".

Como era boas as afirmações adultos e, especialmente, daqueles que considerávamos seres absolutamente idosos. As afirmações dos adultos eram como imperativos categóricos kantianos. Não sobrava espaço para o "...mas, e se...?". Quando falavam era como se nada pudesse atrapalhar nossos sonhos, ilusões etc e tal...

Faz dez anos que não sei mais o que são férias de Julho. E, definitivamente, não gosto disso. Sinto falta das certezas dos mais velhos e vejo que as minhas não são muito apreciadas e nem muito consultadas. Sinto que os antigos falharam ao dizer que um dia vocês saberão o que será responder determinadas questões...

Saudade do mês de Julho, do antigamente da minha vida, muita saudade.

As serestas e serenatas fazem falta na trilha sonora de minha vida...

7 comentários:

  1. Wania

    Minha mãe dizia que filho só não preocupa quando dorme antes da gente, e meu pai diz que a lã não é pesada para o carneiro.

    Não concordo com vc quando diz que não consegue passar para os mais novos, ou mesmos para os mais velhos os ensinamentos adquiridos na infância e adolescência, pode ser o que vc pensa, mas o que é absorvido por muitos é bem diferente.

    Já se foi o mês de julho de 2009, mas viram outros e muitos outros. Mas para a molecada como a minha aqui que graças a Deus ainda dorme antes, pois o carneiro esta tosado, apesar do inverno, as férias continuaram por mais alguns dias, por causa da gripe, e nós continuaremos trabalhando pra crlh.

    Mas ainda temos algumas horas do mês de julho pra fechar com chave de ouro, antes que chegue o do cachorro louco.

    Dicas:
    Ligar para o amado, no seu caso Mauricio.
    Tomar um banho bem demorado.
    Passar o perfume que você mais gosta
    Colocar uma roupa bem confortável
    Comprar uma pipoca
    Ir assistir “A Proposta” com a minha amiga Sandra. (ou qualquer outro alegre)

    Um beijo grande, e vamos para agosto

    ResponderExcluir
  2. Wania e Wander,
    Hj acordei meio depre tbem, e qdo li o blog preferi nem comentar. Mas ja passou e estou animada de novo.
    Passar ensinamentos é antes de tudo uma arte, pois nem sempre agimos conforme falamos e mais do que as palavras, as crianças e adolescentes prestam atenção nas atitudes. Impossível então não deixar o nosso legado, já que eles nos observam o tempo todo. Pode ser que nos falte perceber o interesse em nossas experiências e vivencias, mas com certeza alguma coisa sempre fica.
    Eu como já tenho filhos que adoram dormir depois de mim ( o que não é mto difícil, diga-se de passagem) estou adorando acabar o mes de julho, pois vou poder ter sossego de novo.
    Wander, curta bastante os seus pequenos ainda.
    Wania, siga os conselhos do Wander, e as vezes faça como eu...tire o livro Pollyana do armário e de uma relembrada.
    A vida é boa, depende do modo como a enxergamos, e se olharmos um pouco pros lados, tem sempre gente com mais perrengues que os nossos.
    beijinhos proces.

    ResponderExcluir
  3. Aiiiii vocês estão muito maternais e paternais... Estão parecendo que aposentaram as chuteiras!!!
    Mas os conselhos do Wander são todos muitos bons.
    Vou seguir "quase" todos, ou melhor, do segundo para baixo, principalmente o banho e o perfume, estes dois são o que há.
    Mas falado em "julhos" as histórias são inúmeras e algumas até inenarráveis. Na fazenda, em São Paulo, nas estradas da vida, Santa Catarina, Orlando, Miami, Paraguai(?), na Bahia... "vixe" !!!! São tantas.
    Hoje estou sem inspiração, mas se der um dia, contarei algumas.

    ResponderExcluir
  4. Aqui em casa o chuveiro era esquentado no fogão a lenha. Aliás ainda é! Agora imaginem vcs: tínhamos poucos minutos para tomar banho, pois éramos em 6! Qdo julho chegava, os primos e amigos estavam conosco. Somem mais uns 5-6. O banho tinha que ser um pingo pra cada, para assim podermos desfrutar da água quente no inverno gelado de Campos do Jordão e ainda sair limpinho! E assim sempre comandei meus banhos. Sempre rápidos! Mas mês passado o Wander me passou essa dica da Sábia Tia Wilka. Experimentei! O banho quente e demorado é curativo! Faz parte das minhas providências do XÔ, baixo astral!!

    ResponderExcluir
  5. GENTE! FELICIDADE É UM ESTADO DE ESPÍRITO. PAREM E PENSEM O QUE ESTA HAVENDO COM VOCES, PORQUE ESTÃO TÃO MELANCÓLICOS?
    VAMOS VIRAR O MÊS E PENSEM SÓ EM COISAS BOAS.
    POR EXEMPLO: DAQUI PARA O NATAL É UM PULINHO, O INVERNO ESTA TERMINANDO E VEM AÍ AS FLORES, E POR AÍ VAI.
    DESEJO A TODOS UM BOM DIMINGO, POIS O MEU SEI QUE VAI SER BOM. ESTOU DE FOLGA!!!!!

    ResponderExcluir
  6. Passando para convidar vc a participar da nova brincadeira lá no blog...contamos com vc.
    Abraço

    ResponderExcluir
  7. Julho! Julhos!
    Andar pela cidade! Sentar-se junto ao fogão à lenha! Ouvir histórias! Rir muito!
    Encontrar os primos, tios, avós! Sentir-se parte de algo muito importante!
    Julho é pra mim manter o lúdico.
    beijos

    ResponderExcluir